Arquivo da categoria: Teatro

“A invenção do Nordeste” e a “Década Carmin”

O Carmin cresceu. E foi rápido. Entre a peça de estreia (Pobres de marré) em 2007 e o segundo espetáculo (Jacy) em 2013, sua história poderia ter tomado outro rumo e se juntado à de muitos outros grupos de teatro, … Continue lendo

Publicado em Livros, Teatro | Deixar um comentário

“Jacy” (quase quatro anos depois)

Meu presságio sobre Jacy, do Grupo Carmin, se confirmou: Terá uma longa vida em muitos palcos, ensinando que nunca se deve ter medo de lembrar. Desde que escrevi isso, em setembro de 2013, logo após sua estreia, a peça rodou … Continue lendo

Publicado em Comportamento, Livre pensar, Teatro | Deixar um comentário

Dois Amores y Um Bicho

Não importa se a intolerância é política, social, religiosa ou de gênero. Se há uma escolha diferente, logo aparece uma clava desferindo golpes para todos os lados. E se o objeto do ódio for eliminado, no instante seguinte um substituto … Continue lendo

Publicado em Crítica, Teatro | Deixar um comentário

Aquele abrazo

Entre minhas lembranças de infância estão algumas peças assistidas em um teatro subterrâneo ao lado da Basílica Imaculado Coração de Maria, no Méier, no Rio de Janeiro. Eram sempre versões de clássicos infantis: Branca de Neve, Os Três Porquinhos, Pinóquio… … Continue lendo

Publicado em Crítica, Teatro | Deixar um comentário

Jacy

Errei ao acreditar que Jacy, do Grupo Carmin, seria a melhor peça produzida em Natal este ano. Criei uma expectativa perigosa. Ir sem esperar nada costuma ser a melhor alternativa. O risco de se decepcionar é menor. Afinal, se for … Continue lendo

Publicado em Crítica, Teatro | Deixar um comentário

Hamlet

Algo está a acontecer no reino dos Clowns.  Logo no início de sua versão de Hamlet, todos são Hamlet. Se você, como eu, acompanha a história dos Clowns de Shakespeare desde seu início, há vinte anos, faz imediatamente a leitura … Continue lendo

Publicado em Crítica, Teatro | Deixar um comentário

Os Clowns

– Ma che cosa è? – È il circo. (Primeiro diálogo em I Clowns, de Fellini) Os Clowns estão de volta. A principal novidade é que não há novidade. São os clowns, os palhaços, i buffoni, de volta às raízes … Continue lendo

Publicado em Amigos, Fotografia, Memória, Teatro | 2 comentários

Os Clowns, o Capitão e a (falta de) Crítica

Um grupo de teatro sai da província e faz temporada na cidade grande. Celebremos! Não façamos, porém, como o personagem da peça que o tal grupo encena, que ouviu falar das belezas do mar e, sem nunca tê-las visto, as … Continue lendo

Publicado em Crítica, Teatro | 2 comentários

Ainda a chuva

Plínia quer enterrar sua mãe. O grito interrompe os desejos alheios e provoca risos nervosos: “Eu quero enterrar minha mãe!”. Da última fila, tento buscar um ajeitar-se na cadeira que talvez signifique “eu também”. Eu nunca quis enterrar alguém. Acho … Continue lendo

Publicado em Livre pensar, Teatro | Deixar um comentário

Quando a chuva passar

Durante essa chuva que passo em Natal, venho me abrigando em salas de teatro. Em raras ocasiões, nas de cinema. Já não sei quanto tempo dura, mas tenho aproveitado para pensar e repensar a vida. “Você nunca cansa de pensar?”, … Continue lendo

Publicado em Livre pensar, Teatro | Deixar um comentário