Arquivo da categoria: Livre pensar

“Jacy” (quase quatro anos depois)

Meu presságio sobre Jacy, do Grupo Carmin, se confirmou: Terá uma longa vida em muitos palcos, ensinando que nunca se deve ter medo de lembrar. Desde que escrevi isso, em setembro de 2013, logo após sua estreia, a peça rodou … Continue lendo

Publicado em Comportamento, Livre pensar, Teatro | Deixar um comentário

O segundo nascimento

Daqui a cem dias, começa minha vida. Meu Natal e ano novo particulares. A prova – ou não – do velho ditado. Apagou-se o fogo-fátuo daquela noite de dez anos atrás. Vai longe aquele aniversário com conhecidos refugiados em seus … Continue lendo

Publicado em Livre pensar | 1 comentário

Lenny

Dentre minhas manias (ou incapacidades), está a de me deixar levar sem freios pela busca de conhecimento e me aprofundar em um tema mesmo que ele não esteja ou não pareça estar entre meus principais interesses. Funciona mais ou menos … Continue lendo

Publicado em Cinema, Comportamento, Livre pensar | 1 comentário

A última noite de Cabíria

Já não estranho quando me vejo em personagens femininos. Mas ainda me surpreendo quando um que conheço há tanto tempo aparece de forma diferente, sugerindo outras leituras, me apontando um espelho. Foi assim com Cabíria há algumas noites. O que … Continue lendo

Publicado em Cinema, Comportamento, Livre pensar | 1 comentário

Necrológio de agosto

Meus amores morrem em agosto. Mês de fortes ventos de contrariedade. Sopram, destroem, levam embora. E se algo restou de um agosto passado, o atual se encarrega de enterrar de novo, novamente e quantas vezes for preciso. Já existe caso … Continue lendo

Publicado em Crônica, Livre pensar | 3 comentários

Mais forte que ela

Naquele julho de 1990, chorei durante horas. Deitado na cama, som nas alturas, cantava e chorava. Eu tinha 18 anos e a morte de Cazuza representava a morte da geração dos meus ídolos e de parte dos meus sonhos. Representava … Continue lendo

Publicado em Comportamento, Conversa com o leitor, Livre pensar, Música, Memória | 11 comentários

Carta ao meu pequeno Hemingway

Meu pequeno Hemingway, É com as bênçãos do menino de Itabira que inicio esta carta de presente e principalmente de futuro, pois você viverá uma riqueza de anos e, talvez, ela guarde alguns bons conselhos a serem usados no tempo … Continue lendo

Publicado em Cartas, Livre pensar | 4 comentários

Minhas namoradas

“Ele é namorador”, “Você namorou uma amiga minha” e “Conheci uma ex-namorada sua”. As frases me pareceram estranhas. Fiz as contas. Cinco, no máximo, poderiam dizer que foram minhas namoradas.  Uma deixou a vida e entrou para a História. Duas … Continue lendo

Publicado em Conversa com o leitor, Livre pensar | 3 comentários

Por fim

Então, é isso: na autópsia, descobre-se um grande coração cheio de nada e um estômago corroído pela cafeína.  Percebeu tarde quão desumano e bárbaro seria amar uma única pessoa. E ainda mais tarde que era tudo ilusão. Amava o amor. … Continue lendo

Publicado em Livre pensar | 4 comentários

Das falsas virtudes ou “eu quero sexo”

O mineirinho cantou a bola. Esse negócio de falar de intimidades é só para depois de morto. Deixou para publicar depois da vida o que de mais gostoso existe nela. Sua língua lambilonga, lambilenta, a percorrer licorina gruta cabeluda, atingindo … Continue lendo

Publicado em Comportamento, Conversa com o leitor, Livre pensar | 6 comentários