2010 pedaços

Foi em outra vida. Faz tanto tempo que não pode ter sido nesta. Foi em uma tarde de domingo e tudo começou ali onde a cidade também começou. Um banco de praça, pouca gente na rua, a porta da igreja aberta, o sino convidando.  Um jeito meio sem jeito de saber como se aproximar.

Foi em outra vida. Foi tão lindo que não pode ter sido nesta. O sol indo embora por trás da santa, se apagando no rio. Silêncios, pensamentos, frases rápidas, medos aos montes. “A gente se vê amanhã?”

Foi em outra vida. Foi tão puro que não pode ter sido nesta. O primeiro cheiro, o primeiro beijo, o primeiro toque. Tudo exatamente como eu lembrava. Lembrava sem nunca ter sentido, sem nunca ter visto, sem jamais ter tocado. Era o mesmo perfume, o mesmo gosto, a mesma pele macia, branca, toda pintadinha.

Foi em outro mundo. Anjos só existem em outro mundo. Abriu suas asas, pela primeira vez, deitada em uma rede. Eu poderia morar entre elas, protegido e feliz, por toda a eternidade e até um pouco mais. Deveria ser pecado, entre anjos, “provocar desejo e depois renunciar”.

Foi… Não sei como foi. Não sei aonde foi. Nem quando, nem o porquê. Só sei quem foi.

Anjos deixam marcas profundas nas almas dos homens. Não podemos com eles. Nem podemos ser felizes para sempre.

Esta entrada foi publicada em Livre pensar. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas a 2010 pedaços

  1. Buca Dantas disse:

    hombre, tu sabe mermo como escrever as coisas, rapá!

  2. wilson disse:

    Nada como um fim de ano para se revisitar o nosso universo interior. É um tempo de rever velhas alegrias, arrepender-se e ao mesmo tempo relembrar a nossa força interior. E o que poderia ter sido e não foi. Não foi. Mas serviu – e serve – a provar que ainda permanece a nossa força interior em querer SER e não apenas EXISTIR.
    Nessa volta às origens, tudo aquilo que não foi, o beijo que não foi dado, as palavras que não foram ditas tornam-se os maiores eventos da nossa década pessoal.
    O todo de uma pintura só é perfeito quando se vê os detalhes. E, como na vida, um pequeno detalhe pode iluminar tudo.
    Ótimo texto!
    Um GRANDE 2011 mais que perfeito, com direito a tudo que você tem direito!:)
    Abração,
    Wilson

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *