Memória Vivíssima

Ressuscitando o velho “Tipo assim… rapidão”, um rasante pelo que tem me afastado um pouco do Sempre Algo a Dizer.

Propaganda nos anos 1920/1930
Atualizando a seção Propaganda no site da revista O Cruzeiro, foram disponibilizados mais 31 anúncios das décadas de 1920/1930. Até o fim do mês, mais um tanto desses dos anos 1940. Confira em www.memoriaviva.com.br/ocruzeiro.

Blog do Cascudo
Toda quarta tem um novo velho texto de Câmara Cascudo em seu blog. Incrível como alguns, escritos há 60 anos, são atualíssimos. No mais recente, In solitudine, uma visita do mestre ao Cemitério do Alecrim. Em www.memoriaviva.com.br/cascudo/actadiurna.

Realidade
Mais alguns dias, só mais uns diazinhos. Vem chegando o site em homenagem à saudosa revista Realidade. Será possível fazer busca por título de matéria e palavras-chaves. Em breve. Um pouco sobre a revista: www.memoriaviva.com.br/n1_realidade.htm.

Wilson Simonal
Estreou nesta sexta, em cinco capitais, o documentário Wilson Simonal – Ninguém sabe o duro que dei. No Blog Memória Viva, trechos da entrevista do cantor a’O Pasquim em julho de 1969. Aqui www.memoriaviva.com.br/novoblog/2009/05/15/wilson-simonal-por-ele-mesmo.

Appe
E cá estou às voltas com as finalizações de alguns capítulos da biografia de Appe. Lá se vão umas duas gestações de baleia! Mas valerá a pena. Ele completaria 89 anos na próxima quarta. Para conhecer ou lembrar: www.memoriaviva.com.br/appe.

Logo abaixo em  COMMENTS
Esta entrada foi publicada em Bastidores, Memória, Memória Viva. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

3 respostas a Memória Vivíssima

  1. joão disse:

    Sandro.
    Estou justamente lendo a correspondencia entre MARIO DE ANDRADE e CASCUDO. Está muito interessante, ele por exemplo diz que o Cascudo deveria parar de fazer ensaios sobre alta literatura e voltar-se para sua terra. E foi o que Cascudo efetivamente fez, talvez se tivesse continuado na critica literária não fosse o que hoje é,. Será? Paralelamente a este livro estou lendo O TURISTA APRENDIZ do mesmo Mário. Outro livro fantástico. E junto com isto ainda estou lendo SERAFIM PONTE GRANDE do Oswald. E por hoje chega de modernidade dos anos 20.
    abraço
    joão

  2. Wilson Natal disse:

    Maravilha! Temos aqui “um mun’di coisa” interessante para se ler e ver.
    “Recclames” d’O Cruzeiro; Cascudo “cemiteriando”; a realidade do século XX nas páginas da Realidade; a “pilantragem” do Simona no Pasca! E claro “cousas e louzas” sobre o APPE. Não dá para perder, é ir até lá e conferir. É o que vou fazer. Té mais logo. 🙂
    Abração-ção-ção!
    Wilson.

  3. Frederico disse:

    Foi ótimo a casualidade tê-lo(s) encontrado. Consultei Cascudo por quase 2 décadas, como professor em Santo André (ABC) nos anos de chumbo.Em seguida da garota “Eucalol”(!!)o que temos? O sorriso do Pelé é um espetáculo e também as muitas faces de Simonal. Deixo end. meu blog http://ajfrederico.zip.net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *