Chegou um tempo

O mundo lá fora anda muito chato. Ponho a cabeça fora da janela e vejo incompreensão, solidão, guerras várias, medos muitos, tristezas todas. Vejo saudades de um mundo melhor, de uma vida melhor, de alguém, de algo, de uma situação.

Procuro o que comentar, sobre o que falar, mas não quero alimentar o que está se passando. Não quero fazer parte do fermento.

Chegou um tempo em que a vida é uma ordem.

Fecho a janela, volto para dentro. Vou arrumar a casa. Estarei aqui. Pode bater, pode chamar, mas não me peça para sair. Pode entrar. Convidado, quase calado, sem desfazer a ordem que tento manter.

Bruto que sou, sei que não adianta morrer. Atendo ao conselho do poeta. Prefiro mesmo viver.

A vida apenas, sem mistificação.

Escreva-me Logo abaixo em  COMMENTS Clique e cadastre seu e-mail
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas a Chegou um tempo

  1. wilson disse:

    Sandro;
    A vida é simples. Nós é que complicamos a vida.
    Tá bonito demais esse texto. 🙂
    Abração!

  2. Um dos posts antigos que eu não havia comentado…
    Concordo,como sempre, com o Wilson!
    Aceitar que cada um de nós vive um processo de evolução (bem) diferente, nos deixa mais leves para continuarmos nossa trajetória.
    Acho que faz muito sentido as palavras de Gandhi:”Seja a mudança que você quer ver no mundo.”
    Quando mudamos a nós mesmos, inevitavelmente afetamos outras pessoas…
    Beijo,
    Chris

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *