BIG BROTHER IS WATCHING YOU

Todos juntos vamos! Para trás, Brasil! Salve a alienação! Começa hoje mais um desfile de bundas, peitos, músculos, de vale-tudo para ter seus 15 minutos de fama e descolar um troco mostrando as partes. Nada contra quem assiste o Big Brother. Realmente nada! Eu mesmo tenho lá meus confessos interesses. Adoro ver o momento em que as máscaras caem; em que os personagens não se sustentam; em que o lobo fala mais alto que o homem e a baixaria rola solta. Também é interessante a fúria com que milhões torcem para um determinado tipo: a pobre coitada, feia e sem qualquer estudo no meio de modelos aspirantes à celebridade; o gay mezzo intelectualizado que luta contra o preconceito da maioria de machões arrogantes; o boa pinta cafajeste que quer vingança contra o complô que armaram para seu harém… Isso é um espelho do que a sociedade da época pensa, quais seus conflitos, quais suas necessidades. Sem falar que é engraçado um bando de dementes querer “mostrar algum conteúdo”. Tenho o maior respeito pelo Jeremias, um ser humano real, dizendo que o foi “u cão quem butô pa nóis bebê” e que se pudesse “matarra mil”; mas me acabo de rir, com todo escárnio possível, da gostosinha montada, cheia de caras e bocas, se esforçando para mostrar que é mais que um pedaço de carne recheando um dedo de biquíni. Duro é agüentar todo o resto para ter somente isso.

O que realmente me incomoda, como já disse em outras ocasiões, é a mobilização em torno disso. Vendo ou não, gostando ou não, todo mundo fala sobre. Veja só, EU estou falando! De novo!! Entre um Machado de Assis e um Dalton Trevisan, também faço parte da massa ignara.

Essa mobilização se deve ao poder do próprio Big Brother, isto é, daquele que nos vigia e nos diz o que temos que pensar. Se você leu 1984, de George Orwell, entende perfeitamente o que estou dizendo. São as mesmas manipulações de sempre e, cada vez mais, mais gente se deixa manipular. Não consigo imaginar algo pior do que o caderno Ilustrada, da Folha de São Paulo, as “páginas guardiãs da cultura e do melhor da vanguarda artística”, dar-se ao trabalho de lançar, com séculos de atraso, um podcast para debater a (lá vem o indicativo de fofoca) suposta homossexualidade de uma das participantes. Pergunto: E o kiko? Kiko tenho a ver com isso? Qual a importância disso para os rumos do pensamento e da intelectualidade brasileira? Isso irá contribuir para a formação intelectual de nossas crianças?

Mais que tudo isso. A cada vez que as atenções do país são monopolizadas por essa estupidez, lembro dos três lemas do partido totalitarista do livro de Orwell e me assombro com suas aplicações para o tempo presente:

GUERRA É PAZ
LIBERDADE É ESCRAVIDÃO
IGNORÂNCIA É FORÇA

Na impossibilidade de desligá-la, fique de costas para a tela. É mais seguro, ainda que suas costas também possam falar. Você não está de olho em nada. Eles é que estão de olho em você. Você está sendo vigiado. Tanto quanto possível, fuja da Polícia do Pensamento.

Agora comente logo abaixo. Ou vai me deixar pensar por você?

Esta entrada foi publicada em Atualidade, Jornalismo, Mundo cão. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

11 respostas a BIG BROTHER IS WATCHING YOU

  1. patricio jr disse:

    fico impressionado com sua capacidade de expor um pensamento, deixá-lo cristalino, ser sintético, demonstrar conhecimento e ainda assim não parecer arrogante! e olha que nem concordo com tudo que você disse. mas é impossível negar que vc está certo em muitas passagens. abrçs.

  2. joão disse:

    Salve Brecht!
    Este programa nada mais nada menos é que a globalização, que nos quer impingir um mesm tipo de pensamento. O que não entendo é que há neste programa, sob o ponto de vista conceitual, coisas inimagináveis em qualquer outro programa. Eles colocam uma cena pra gente, com intermináveis minutos, que nada acontece. Parece até coisa do cinema marginal. Em que eles punham cenas sem cortar, que nada tinha a ver. Quem diria , há alguma aproximação possível entre este programa e o Cinema dito Marginal.
    Este é o lixo que nós temos que engolir. Prefiro assistir a novela das oito, que nem mais das oito é, quase das dez, esta sim fala de nossa realidade. Um folhetim, prefiro os folhetins.
    abraço
    joão

  3. Henderson disse:

    Vejamos, nós estamos comentando um programa que os intelectuais, eu, você e muita gente “culta” diz que odeia. Bem, isso por si só, já seria motivo para horas e horas de cervejas e papos prolongados nos bares da vida.
    Então que venha mais um BBB, pra ser bastante criticado por nós, e que eu, sozinho, na calada da madrugada, com vergonha de mim mesmo, verifique a nova gostosinha e futura capa da Playboy.

  4. pandora disse:

    Não vou elogiar, o texto não tem nada de original.
    Ainda sim é um protesto, gosto deste caráter. Uma pena tão poucos sejam tocados.

    Mas me diz uma coisa, porque diabos vc assiste esse espetáculo?? “Para poder criticar”? Sinto muito já passaram 7 iguais, e já foi decorada a trama por todos. Será que é o mesmo mal das novelas mexicanas?

    Saudações!

  5. dorisesouza disse:

    Que me desculpem aqueles que assistem para ‘analisar’…eu não engulo, tenho verdadeira fobia a este programa.
    Me recuso até a ver as chamadas, não fico sabendo sequer o nome dos participantes desta porcaria.
    Acho de um mau gosto terrível, nada engraçado, e pouca coisa me deixa mais triste que ver os milhares de pessoas ligadas nesta coisa ridícula.
    Só a idéia eu já acho doente…observar a vida alheia.
    E é claro que pessoas com quem convivo assistem, e comentam, e aí fico com cara de paisagem, ou saio de perto discretamente sem falar nada.
    Sou radical sim, com este lixo eu sou mesmo.
    Espero ansiosa que o contrato acabe, mas ainda faltam dois anos!
    Enquanto isso assisto mais a tv. cultura ou faço visitas mais frequentes a locadora daqui.
    bjs
    Doris

  6. Sandro Fortunato disse:

    HENDERSON, você é o mesmo velho tarado de sempre. Só uma ressalva: eu nunca disse que odeio o Big Brother. Pode puxar o papo na próxima cervejada. 😉

    PANDORA (adoro esses pseudônimos), ainda bem que você não elogiou. Este blog não é feito para isso como bem sabem seus frequentadores; além do que, sempre desconfio de elogios. Você deve ser muito inteligente, pois só gente muito inteligente vê o óbvio: o texto não tem nada de original. Nem era para ter. Ressalvas: 1) assistir, ler, ver, experimentar é imprescindível para se poder criticar. A não ser para os boçais que se sentem bem em criticar sem conhecer. E ver “só para criticar” também é outra imbecilidade. 2) Eu não só não verei este BBB como também não verei qualquer outra coisa que passe na televisão. Desde minha última mudança, há mais de seis meses, o único aparelho de TV da casa está jogado em um canto, no chão. Nem o Jornal Nacional – meu programa de humor favorito -, assisto mais.
    Saudações de Prometeu. 🙂

    DORIS, você não é boçal, não!!! 🙂 Pode baixar o pau e procurar mesmo coisa melhor para fazer. E continue comentando. Beijão.

  7. Chris Angelotti disse:

    rsrsrs
    Demais, Sandro! ADOREI!
    Garoto, claro que é muito mais fácil manipular uma massa inbecilizada, do que “mentes pensantes”. É prato cheio para a politicagem e para o capitalismo desenfreado, sem essa “terra fértil”,como sobreviveriam?
    abraços!

  8. Renata Silveira disse:

    Big brothers, reality shows…

    Por cá a Globo Portugal “ameaça” exibir o BBB… Como eu não tenho tv Globo :), quando quero ver algum circo dos horrores televisionado, fico-me pelos reality shows e concursos, como The Hairdresser, Miami Ink, Project Runway…

    Quando vejo notícias ditas “sociais” brasileiras fico muuuuito contente por não (re)conhecer mais ningém…

    Mas vou me atualizando por aqui…

    Beijão

  9. Renata Silveira disse:

    PS… E como quase não tenho tempo, quando arranjar algum, vou “desligar o PC e ler um livro 🙂

  10. wilson disse:

    Como é bom ser curto e grosso:
    Trocam as moscas, mas a merda continua a mesma!
    Mais uma cópia da cópia, da cópia, da cópia…
    Toda uma estrutura para promover futuros globais que, eles, exibirão seu “pimpolhos” e, elas, as suas laaargas avenidas nas revistas “especializadas”… Rabos ardentes são disceminados pelas capas de revistas, mostrando ao mundo a “inteligência” brasileira… Nossos aplausos a esses PHDs em comer e em dar.
    Ps: Será que o Bial toma um viagrazinho para apresentar o programa… Sim, porque na idade dele… Sácumé, né?…
    Plim! Plim!
    Ps2: Quem sabe algum grupo de marginais boas-almas, resolvam trocar tiro nas imediações e algumas balas, felizmente perdidas, atinjam o recinto e os convidados… Sonhar nunca fez mal a ninguém… 🙂 🙂 🙂 🙂

  11. Diego Penna disse:

    Bem…concordo com tudo: que é uma porcaria o programa, que é alienação pura, que a gente olha pra ver quem será a próxima a ser consumida nas revistas masculinas, e acho que ainda ver o circo pegar fogo é o que a gente curte…a degração alheia, a gente, no fundo quer ver outro ser humano se fuder… sou meio radical, gostamos de ver sangue, violência e intriga na tela porque faz parte da nossa natureza… e o BBB, de certa forma, entra nesse campo… as publicidades no intervalo do BBB são a mais bem produzidas nos últimos tempos…(a da losango é de matar de rir!!!!)… é tudo capitalismo… tenho plena consciência de tudo e como funciona, e duas coisas nós não conseguimos fugir: de sermos cristãos e capitalistas…. não dá pra desvencilhar… o quanto o capitalismo e cristianismo são alienantes e irmãos siameses… ao mesmo tempo, se tem gente ignorante que deseja ser alienada pela TV, deixa ser alienada pela TV porra! graças a esses trouxas que a globo existe. As doenças, a violência, as catástrofes não dão conta de matar tanta gente burra e ignorante, eles se multiplicam às pencas….(mais ou menos é o mesmo que ocorre com a natureza… ela tá fudida e vai acabar de qualquer jeito, não adianta preservar nada nem reciclar a porra de uma pet…só serve pra catador de papel ganhar dinheiro e comprar uma TV pra ver o BBB!)…. os intelectuais nunca vencerão a ignorância da massa e ponto final. Quem não quer se envolver não assiste, agora que é engraçado a gente ir numa festa em que todo mundo fica idiota e enche a cara, e você fica sóbrio… mêu, é do jeito que me sinto… todo mundo bêbado, lesado, sem saber o que faz…e graças a “zeus” a gente consegue discernir que tudo isso é uma grande merda….
    e como capitalista e porco que sou….nossa, queria eu ser o mentor de um programa como aquele só pra ficar com 1% do faturamento….puta que pariu! eu teria todo o tempo do mundo pra viajar, ler livros, assistir aos filmes mais cabeças, visitar museus, comprar obras de arte, fumar charutos, degustar vinhos…. ser mais inteligente com a ignorância alheia… santa ignorância, batman!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *